Passagem...

A palavra Páscoa tem origem na palavra latina Pascha, derivada do hebraico Pessach, que significa passagem.



A passagem esta descrita no Antigo Testamento como a libertação do povo israelita da escravidão no Egito. A Páscoa continua sendo celebrada pelos judeus para comemorar a liberdade conquistada pelo seu povo.

Já no Novo Testamento, a Páscoa é a celebração da passagem da morte para a vida, através da ressurreição de Jesus Cristo.

No cristianismo e no judaísmo, portanto, a Páscoa representa renascimento e, certamente, é das datas mais significativas numa e outra religiões.

Mas e nós, nestes tempos sombrios em que vivemos, conseguimos atravessar essa passagem? Positiva a resposta, aonde estamos chegando?

Independentemente da religião professada, que a Páscoa possa induzir em todos nós uma reflexão essencial: que renascer significa voltar à origem e acreditar que é sim possível recomeçar e deixar para trás preconceitos, ódio e intolerância que tem nos feito menos humanos em meio a tanta desumanidade.

Que tudo e todos possam renascer.

Feliz Páscoa!